Translation(s): English - French - Italiano - Русский


X.Org logo - by Sven (CC BY-SA)

Xorg é o serviço padrão de gerenciamento de janelas X Window padrão desde o Debian 4.0 (etch). Ele substitui o XFree86 e é mantido no Debian pelo XStrikeForce.

Estado Atual

As versões disponibilizadas pelo Debian estão listadas no packages.debian.org:

Número das Versões

O número das versões do Xorg tem mudado desde o xorg 7.0. Hoje em dia o Xorg é lançado com um número de versão (como 7.4). Esse lançamento é composto de vários módulos com seus próprios números de versão (cada módulo começou na versão "1.0" quando o Xorg 7.0 teve seu ciclo de desenvolvimento iniciado). Para constar, o Xorg7.3 foi lançado com a versão v1.4 do Xserver, v1.1.5 do xf86-input-evdev, v2.1.1 do xf86-video-intel, etc.. Se você deseja aprender mais sobre os lançamentos/versões do Xorg, veja this blog.

O número de versão no Debian segue a convenção do projeto. A versão do módulo pode ser diferente (Os mantenedores, às vezes, pegam versões mais recentes e estáveis dos módulos). Lembrete: Os pacotes do Debian, às vezes, começam com um dígito seguido de dois pontos, como 1:7.3.1-2. A parte (1:) é específica do Debian. Além disso, qualquer coisa após o traço (-2) é a versão do empacotamento do Debian.

Configurar o X

Para reconfigurar o teclado no Squeeze (ou posteriores) rode como root em um terminal:

# dpkg-reconfigure keyboard-configuration

Editar xorg.conf

Algumas configurações são apenas acessíveis editando o arquivo xorg.conf manualmente.

Como eu posso editar o meu arquivo de configuração xorg?

Abra um terminal (ou console) como root e então rode:

# editor /etc/X11/xorg.conf

E se eu não tiver um arquivo de configuração xorg?

Se o arquivo xorg.conf estiver faltando por alguma razão, Xorg reconhecerá o seu hardware em cada início do computador. Mesmo que isto funcione bem na maioria das vezes, algumas configurações continuarão inacessíveis. Para criar um ponto de início para customização, faça o seguinte.

Mude para um console como root (não um emulador de terminal no X), então rode:

# /etc/init.d/gdm stop || /etc/init.d/gdm3 stop || /etc/init.d/kdm stop || /etc/init.d/xdm stop || /etc/init.d/lightdm stop
$ cd /etc/X11/
# Xorg -configure

Ou, reinicie a máquina no modo de usuário único, e então rode:

$ cd /etc/X11/
# Xorg -configure

Siga as instruções na tela. Isto deve te dar alguma coisa para trabalhar com.

Questão: o que deve ser feito se a geração do arquivo falhar, informando a mensagem, 'Number of created screens does not match the number of detected devices'?

De qualquer forma, provavelmente, isto é desnecessário. Segundo comentário e conselho, parece ser melhor criar o diretório /etc/X11/xorg.conf.d e colocar nele alguns arquivos para ajustar algumas seções implicitas do xorg.conf, como é feito, por exemplo, aqui.

O Xorg lê informações de configuração do vendedor no diretório /usr/share/X11/xorg.conf.d, como é afirmado pelo manual xorg.conf.d.

Além do xorg.conf, outro jeito útil de ajustar as configurações do X enquanto este está sendo rodado, é usando um dos scripts rodados no início do ambiente de trabalho.

Rodar o X

Após a instalação rode:

$ startx

ou como root rode:

# service gdm start

(veja o manual gdm).

Usuários do KDE devem usar o kdm. Outros talvez usem o xdm, o gdm3 ou o lightdm.

Drivers de Vídeo

Veja também

Referências externas


CategoryXWindowSystem