Translation(s): English - Français - Italiano- Português Brasileiro


Dispositivos

CDs, DVDs e Blu-Rays são tipos comuns de mídias removíveis. Diferente de outros tipos de mídia removíveis (como os pendrives ou discos rígidos externos), eles são normalmente usados como somente leitura e muitos deles requerem programas de gravação. Ou seja,, eles não são montados para escrita como sistemas de arquivos "normais". CD, DVD, e Blu-rays são discos óticos, então usamos aquele termo para se referir a eles coletivamente.

Seu computador oferecerá arquivos de dispositivos para acessar seus discos óticos. Seus dispositivos são tipicamente chamados drives, players ou leitores, e geralmente são detectados /dev/sr*, onde * é um número começando em 0. (Portanto seu primeiro drive será /dev/sr0, o segundo, será /dev/sr1, etc.) Links simbólicos como /dev/cdrom, /dev/cdrw, /dev/dvd, ou /dev/dvdrw (apontando para /dev/sr0) podem ser também criados dependendo da versão do seu sistema operacional e das capacidades de detecção do seu dispositivo. A sequência de números do arquivo de dispositivo pode mudar com cada reinício. Esse diretório /dev/dis/by-id contém links simbólicos com nomes com partes persistentes. Como:

/dev/disk/by-id/ata-HL-DT-ST_DVDRAM_GH24NSC0_K8AF33A3528
/dev/disk/by-id/usb-Optiarc_BD_RW_BD-5300S_306663601043-0:0

A parte do nome "HL-DT-ST_DVDRAM_GH24NSC0_K8AF33A3528" e "Optiarc_BD_RW_BD-5300S_306663601043" são persistentes, mesmo se você mudar o jeito de conectar os drives no seu computador.

Formatos de Mídia Ótica

Você normalmente encontrará dois tipos de leitores de mídias óticas e um tipo é escrevível:

CD-DA

CD-DA contém faixas de áudio em formato de baixo nível que podem ser lidos somente por tocadores de CD de música ou programas especializados como icedax ou readom do wodim. A escrita é feita por programas de queima de CD no modo de áudio.

CD-ROM

CD-ROM contém dados os quais são lidos por meios comuns como arquivos de dados comuns ou dispositivos de bloco. Esse formato é apenas um de diversos formatos de seção de CD. Mídias de DVD e Blu-Ray são sempre apresentadas como CD-ROM. Seu conteúdo de vídeo ou áudio sempre ligados com sistemas de arquivo somente de leitura. A escrita é feita por programas de gravação no modo de dados.

Mídia de Leitura Escrita

DVD+RW, DVD-RAM, e BD-RE são mídias que podem ser modificadas como dispositivos comuns. CD-R e DVD-RW formatados podem ser usados desta forma do arquivo de dispositivo /dev/pktcdvd* e o programa pktsetup do udftools. Suas velocidades com escrita de acesso aleatório são pobres. Para grandes quantidades de dados, é melhor você queimar as mídias com um programa específico, o quais são necessários para CD-R, DVD-R, DVD+R e Blu-Rays de qualquer forma.

Mídias de leitura e escrita podem ser uadas como mídias de CD-ROM quando apenas a é desejada.

Detecção e Montagem

Para detectar os arquivos dos dispositivos dos seus drives de CD/DVD/Blu-Ray, use um destes comandos

cdrskin --devices
xorriso -devices

dos pacotes do Debian com o mesmo nome.

Para checar qual arquivo especial o /dev/cdrom é um link simbolico para (isto é, /dev/sr0, /dev/hdc ou /dev/scd0), digite:

ls -al /dev/cdrom*

A montagem é comumente feita automaticamente para um diretório sob /media/ quando um dispositivo legível é inserido no drive.Você deve esperar enquanto acessa isso até a luz do drive parar de piscar.

Se a montagem automática não estiver acionada, então você precisará montar um CD, DVD ou Blu-Ray de dados com

sudo mount /dev/sr0 /mnt/iso

Possivelmente você terá que criar os diretórios /mnt e/ou /mnt/iso antes de você poder rodar esse comando.

DVD de Vídeo

Você pode usar muitos players de vídeo no Debian para ler DVDs de vídeo, incluindo VLC, Xine (ou um players que trabalha com a biblioteca Xine, como o totem-xine) ou MPlayer. Como a maioria dos DVDs estão protegidos pelo Sistema de Embaralhamento de Conteúdo (Content Scramble System - CSS) você precisará instalar o libdvdread4:

# apt-get install libdvdread4

libdvdcss2

libdvdcss é necessária para descriptografar a proteção de DVDs CSS. Essa biblioteca não pode ser obtida do Debian devido à diversas restrições de licenças em vários países. Por favor, leia também o arquivo /usr/share/doc/libdvdread4/README.css.

Existem várias fontes para obter o libdvdcss2:

  1. do pacote libdvd-pkg package (disponível no repositório contrib à partir do stretch e do jessie-backports): ele é um pacote de ajuda que baixa, checa e compila os fontes sobre o sistema atual e cria um pacote .deb.

  2. como um pacote Debian direto da página do projeto videolan: veja http://download.videolan.org/debian/

  3. compilando do fonte do videolan http://download.videolan.org/pub/libdvdcss/

    • Leia o arquivo INSTALL e siga as instruções, como por exemplo
          ./configure --prefix=/usr
          make
          sudo make install
  4. do repositório não oficial deb-multimedia.org

configurando a região

Alguns players de DVD necessitam configurar a região antes deles poderem rodar DVDs criptografados. Isto precisa ser feito manualmente com o regionset. A página do manual disponibiliza ajuda para escolher propriamente o código do país.

Copiando Discos para um Arquivo no Computador

Para praticamente citar diretamente a Wikipedia, ripar é o processo de copiar o conteúdo de áudio ou de vídeo (tipicamente de um disco ótico) e sai um arquivo "normal"no sistema de arquivos. Ripar é tipicamente mais difícil que copiar um arquivo simples (como quando copiando arquivos de um pendrive ou disco rígido externo) no disco rígido.

Isto envolve pelo menos três problemas separados (discutido em mais detalhes aqui):

  1. lendo discos óticos (o qual essa página aborda)
  2. escrevendo o formato desejado.
  3. coletando ou escrevendo metadados

Perguntas Frequentes

Limitação de arquivos de 4GB pelo ISO 9660

Mídias óticas comumente usam o formato ISO 9660 também conhecido como sistema de arquivos ECMA-119. Arquivos do tamanho de 4GiB ou maiores podem pela especificação ECMA-119 Level of Interchange 3 (opção mkisofs -iso-level 3).

De qualquer forma, Solaris e o BSDs não conseguem representar esses sistemas de arquivos de forma correta quando o sistema de arquivo está montado. Em tais sistemas pode-se extrair arquivos grandes do ISO 9660 com a ajuda do programa osirrox com o código disponível em GNU xorriso.

Convertendo DVD

Veja também