[pt_BR] Bem-vindo/a ao projeto da comunidade brasileira de divulgação do Debian GNU/Linux nas escolas de Ensino Médio.

[es] Bienvenido/a al proyecto de la comunidad brasileña para promover Debian GNU/Linux en las escuelas secundarias.

[en] Welcome to the Brazilian community project to promote Debian GNU/Linux in high schools.

Esta é a primeira formulação do projeto, estamos em um momento de organização. O canal para comunicações é o grupo DebianEduBr no Telegram.

Objetivo principal

Divulgar o projeto Debian GNU/Linux nas escolas de Ensino Médio através de apresentações curtas e de cunho introdutório.


Objetivos secundários


Público-alvo

Estudantes matriculados no Ensino Médio, regular ou profissional, com idades entre 14 e 16 anos.


Justificativa

Acompanhando as diversas iniciativas de divulgação do projeto Debian GNU/Linux pela comunidade brasileira, notou-se que ainda poucas voltavam-se especificamente para a Educação Básica. Uma ação pontual nesse sentido foi a apresentação da professora Virgínia Fernandes, da Rede Pública de Ensino Fundamental do Distrito Federal, na MiniDebConf Brasil Online 2020. Outra intervenção foi a live DebianEduBR - Software Livre e Educação, com os professores Ramon Mulin e Fred Guimarães em 2021. Atualmente, o canal mais atuante de divulgação com foco em Educação Básica, e que parte da própria comunidade Debian, é o o blog do professor de História Mulin, que também realiza encontros presenciais nas escolas em que trabalha.

Não há dúvidas de que os sistemas escolares são campos importantes para divulgação do projeto Debian. Reforça essa constatação o fato de que em março de 2022 entra em vigor a nova legislação do Novo Ensino Médio, apoiada pela reformulação da Base Nacional Comum Curricular. Em resumo, isto implica que as escolas terão que orientar seus currículos, entre outras coisas, para estudos obrigatórios sobre cultura digital, pensamento computacional e reflexões críticas sobre tecnologias.


Como a comunidade Debian entra nisso?

A importância do projeto Debian GNU/Linux na história do movimento Software Livre já é uma forte razão para que a comunidade aproveite esta oportunidade para ingressar com mais fôlego com divulgação nas escolas. Além disso, já temos professores/as na própria comunidade realizando este trabalho. Esta iniciativa, portanto, busca convergir esforços e oportunidades e assim potencializar o alcance e a qualidade da disseminação da comunidade Debian nas escolas de Ensino Médio.


Alguns esclarecimentos

A construção deste grupo não significa criar um centro de difusão, com regras ou conteúdos pré-determinados. Pelo contrário, as ações continuarão a ser individuais, como ocorre no trabalho distribuído em projetos de software livre. Trata-se, portanto, de estruturar um espaço para que as atuações individuais possam dialogar, buscar e fornecer ideias, disponibilizar materiais para utilização e remixagem, e mesmo organizar ações conjuntas ou eventos de maior porte.

A organização também ajudará na legitimação da iniciativa no contato com as escolas. Página na Internet, portfólios, identificação de participantes, feedbacks de estudantes e diretores/as, são formas de validar para a comunidade escolar que esta iniciativa têm critérios sólidos e origem conhecida.

Importante indicar, principalmente para quem não tem proximidade com o contexto escolar, que as escolas são um ambiente complexo, com regras e culturas próprias. Isto significa que as apresentações devem se articular com a vida dos estudantes, com as demandas de professores, com a burocracia curricular, e aí por diante. Nesse sentido, os/as educadores/as do grupo poderão auxiliar ao esclarecer dúvidas e direcionar as iniciativas com foco na realidade escolar. Em outro sentido, participantes mais próximas da área de tecnologias poderão esclarecer dúvidas e direcionar as iniciativas com foco numa compreensão qualificada das tecnologias.

Por fim, a escolha por apresentações curtas e pontuais nas escolas é apenas um primeiro e viável passo para as ações do grupo, que podem ser postas em prática rapidamente. Contudo, não é necessário ficar preso às apresentações, outras possibilidades podem e devem ser pensadas.


O que precisamos fazer daqui por diante?

Mais imediatamente:

Em curto e médio prazo:

Registro de encontros e comunicações

12-03-2022
Chamada no Telegram para interessados/as.
15-03-2022
Videochamada para apresentação do esboço do projeto. Participantes: Thiago (SP), Everlon (MG) e Guilherme (BA).

Repositório colaborativo

Os recursos estão sendo armazenados neste repositório no Salsa, o qual possibilita o controle de alterações. Caso não sinta-se confortável em usar o git, entre em contato para que possamos intermediar o envio das contribuições.


CategoryCommunity